Sonhalidade

"A equivalência entre sonho e realidade está na medida de cada pé. Uma vez calçados uns se apequenam e abrem espaço, tiram uma folga com a própria cara, enquanto outros se inflam fazendo tudo chegar num aperto. 
A diferença dos passos mais vagarosos e dos mais acelerados... Ah! entre sonho e realidade, há também a inconsequência de se andar descalço, por vezes, até flutuar".
                                                                                                                     
Araújo Rodriguez

5 por 1/6

‎5 sentidos
Por amor, me vazio: T_A_O
Por graça, se Há,..... _E_M _
1/6 de nós

Se vá

Viver não seja manter-se contido, nem colecionar conteúdo. Viver se vá com tudo.

Por onde se leva a poesia, 
e a quem a escute,

me diga se há poeta ou poetisa, 
diga-me,
se há ou não há engano:

em dizer quem é o dono, 
do que será ou do que 
foi feito, do amanhã ou de ontem.

Isso apenas se vive, não se discute. 

Irás doce

Se você 
puder 
se 
aproximar,
ainda que por 
insensatez,

desses 
olhos
apenas 
o bastante 
a ponto de ver 
apenas um 
de cada vez

a cada outra 
chance
Jamais 
hesitará 
em fazê-lo
outra vez

É que estar 
a esse ponto
 cor & íris do ser

frente à luz e ao escuro, 
nos tira algo,
a fim de reaver

o tato e derrubam-se 
os murros da língua
e as pálpebras
ardem até encolher
para o doce
e que só o lábio
é sagaz em escolher