Neptuno (águas singram o além homem)

Quando eu nado,
águas -
nada mais...
além disso -
podem me tomar


em
quando 
nada se nada
and and and ando 
miríades
singram
nesse mar 
embalando o
em
quanto
durar






O gênio da lâmpada

(diz-se...3 per ditos)




"uma m    e      d      i     d                 a é o jeito de 2 re-tro-ce-derem, contornar os arranjos que se aderem
por desejar o impossível...
basta algo ser tornado possível 
para assim torna-se imensurável 
o desejo 
que a 
realizou"


"veja como
uma sombra riscada fica sedenta de 1
basta que por dentro esteja molhada 
pra se revigorar"




"a qu3stão só aparece quando alguém quis 
mas ninguém sabe quem foi que disse"

do passar das páginas - (para Estrela Ruiz Leminski)

Não vejo razão nas palmas
ao final de um verso recitado
sinto que o medo do silêncio, quando calo,
ficou mais forte do que a bravura das palavras


Esses, quem amam, o poema
que aclamem certos e impávidos
que em verdade o que recitam, inadvertidos
mas sabiamente é, isso sim, a sonoridade gulosa


do passar das páginas...

Grão

Dos que se dão
se vê os frutos, colhidos
pois dão-se úmidos
e uma vez "que..."
ficam nus
mordidos, 
soltos
das sementes, 
se produzem
alguns outros loucos


com medo de dizerem-se em tudo
vão mudos acordando aos poucos


mas tais quais sonhos dementes
surrealistas
não reproduzem o mesmo
diante das vistas...
de tão doidos que vão
se remetem, ao "quê?"
disso revoltado numa dor
a cogitação, mais que ao impulso 
da pequena dança, o morrer
de quem se deu em amor


e se de quem recebeu o sabor se essa força vier
então de um gosto mesmo bravio


será preciso ser tal 
e ser sim e ser não
pra quem sabe, tateante
voltar carregando
o ateado pavio 
abrindo espaço e duração
no sufocado do solo
na saudade 
de um voo, de um navio ou de um colo 
talvez, nada mais do "quê!", desse grão



5

Do rito 
ruminamos...(th)


assim nos dragamos

Ambos
envolvidos

#


num grito
9,8,7,6
sem socorro
já por um triz



Teu corpo este, um rio fervido
& com os 5 sentidos, 




numa dor menor - furor ensurdecido
Meu copo esse, rio perdido




Ambos 
1,2,3,4
nos afogamos


 \natural


já por onde for

num grito
gozamos


(ink...rumamos 
Ao mito